O que significa a expressao "o aparecimento da gloria" ou "a manifestacao da gloria" (Tito 2:13)?

Cristo e os santos serão apresentados juntos numa mesma glória, depois que Ele, como a "Bem-Aventurada Esperança", os tiver trasladado para a casa e presença de Seu Pai (João 17:22-23; Cl 3:4).

O que significa a expressao "bem-aventurada esperanca" (Tito 2:13)?

A "bem-aventurada" ou feliz "esperança" refere-se à volta pessoal do Senhor para nos levar para Si mesmo na casa do Pai, tornados perfeitos como Ele e com Ele para sempre. Ela não se refere diretamente à manifestação pública de Cristo juntamente conosco com glória, o que é um evento posterior, mas está relacionada a ele.

Em que carater Cristo vira para a bencao e gloria de Israel?

Como o Filho de Deus, Rei de Israel, Filho de Davi e Filho do Homem. O título Filho de Deus é o que estabelece o fundamento de toda a bênção, glória e dignidade da Sua pessoa; o título Rei de Israel assegura a reunião e o governo de todas as tribos de Israel; o título Filho de Davi estabelece o fundamento de Seu direito legal sobre o trono de Judá, há muito abandonado, sendo Cristo herdeiro por intermédio de Salomão ou da linhagem real da casa de Davi; enquanto o título Filho do Homem estabelece o fundamento moral que há em Sua obra, e revela os Seus direitos sobre o homem e a criação (Sl 8; Sl 45; Mt 21:9 etc.).

Em que caráter Cristo assumirá o governo da Terra?

Como "Filho do Homem" -- Seu título de peculiar deleite (Sl 8).
Quem é esse Filho do Homem? -- Jesus, agora honrado e glorificado (Hb 2:6-9).
Quando o Filho do Homem exercerá sua soberania universal? Quando estiver completa a primeira ressurreição, a qual será exclusivamente de santos, a qual precederá a ressurreição dos ímpios em mil anos (1 C 15:23-27; Ap 20:5-6).

Em que carater Cristo vira para o Seu Povo individualmente?

Como o Salvador, completando assim Sua bendita obra -- que já foi aplicada às suas almas e consciências -- ao transformar e glorificar os corpos de Seus santos à semelhança de Seu próprio corpo (Fp 3:20-21).

Em que carater Cristo vira' para Sua Noiva?

Ele virá no caráter de Noivo, para apresentar Sua Noiva a Si mesmo -- em juventude, beleza e glória (Ap 22:17; Ef 5:25-27; 2 Co 11:2).

Cristo aparecera pessoalmente na Terra?

Sim. Ele aparecerá em Pessoa para os judeus, os quais Ele introduzirá em uma bênção espiritual e temporal permanente (Zc 12:10). Veja também Ml 3:1; Ez 43:7; Zc 8:3 etc. Todavia Ele não reinará na terra, mas sobre a terra.

A Igreja será trasladada antes da septuagésima semana de Daniel - Dn 9:27?

Sim. A Igreja é agora o foco das atuais ações de Deus em graça. Depois que ela for trasladada para o céu os judeus passarão a ser o foco de Deus em Suas tratativas e governo.

Qual o significado das palavras: "Aos que em Jesus dormem, Deus os tornara a trazer com Ele"? 1 Ts 4:14

Quando o apóstolo Paulo escreveu a primeira das Epístolas Paulinas, fazia pouco tempo que os tessalonicenses haviam se convertido. Eles estavam vivendo na expectativa imediata da volta do Filho de Deus do céu, mas enquanto esperavam e vigiavam, alguns tinham morrido. O inimigo tentou inquietar a mente daqueles santos novos, que eram afetuosos mas ainda não muito firmes, sugerindo que os irmãos que morreram perderiam algo da glória do reino vindouro. O apóstolo escreve que não é assim, "porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com Ele". Passando pelos versículos 15 a 18, que são um parêntese, ele acrescenta: "Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva". Quando Deus voltar a trazer Cristo ao mundo, Ele irá trazer seus irmãos mortos com Ele. Os versículos que formam o parêntese revelam aquilo que acontecerá previamente. Os mortos serão ressuscitados e os vivos transformados, para juntos encontrarem o Senhor "nos ares". Depois que tiver ocorrido esse encontro "nos ares", Deus trará Jesus e os santos à terra.

A descida do Senhor nos ares sera um evento publico?

Não. O mesmo Senhor descerá do céu nos ares (1 Ts 4:16). "Virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo" (Jo 14:3). Não existe nesta ou em outras passagens qualquer ideia de que será um evento público, mas mostra que o Bendito Senhor virá pessoalmente e sozinho para os que são Seus (veja também Ef 5:27).

A expressao "os mortos em Cristo" inclui os santos do Antigo Testamento?

Não há necessidade de limitar a expressão àqueles que morreram a partir do dia de Pentecostes. Os santos do Antigo Testamento e outros, como João Batista, que tenham morrido antes da descida do Espírito Santo para formar a Igreja no dia de Pentecostes (Atos 2), serão ressuscitados para compartilhar da glória milenial de Cristo. Entendo que eles sejam os convidados para a ceia das bodas do Cordeiro (Ap 19:9), e também os amigos do Noivo (Jo 3:29). A noiva e os convidados certamente são grupos distintos. Ao comando do Filho, "os que são de Cristo, na sua vinda" serão ressuscitados (1 Co 15:23). Será que alguém se atreveria a dizer que os santos do Antigo Testamento não são de Cristo; que não pertencem a Ele?

O que significa "os que morreram em Cristo ressuscitarao primeiro"?

O contraste no versículo é entre os mortos em Cristo e os vivos em Cristo; certamente não entre os justos mortos e os ímpios mortos, como alguns querem sugerir. Como sempre acontece, a questão é decidida pelo contexto. O significado é que "os que morreram em Cristo" deverão ressuscitar antes que os vivos sejam transformados. A prioridade é dada àqueles que dormiram, mas tudo isso acontecerá num piscar de olhos. Portanto os primeiros a responderem ao alarido e ao chamado do Senhor serão os mortos; "Depois nós, os que ficarmos vivos". Esta é a ordem divina, o que parece também concordar com as palavras: "Os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro".

As duas classes de santos serao trasladadas juntas?

Sim. "Nós", referindo-se aos vivos transformados, e "eles", referindo-se aos mortos ressuscitados, "seremos arrebatados juntamente... nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares" (1 Ts 4:17).

Os santos vivos serao transformados e os justos mortos ressuscitados simultaneamente?

Não. "Os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro", isto é, antes que os vivos sejam transformados (1 Ts 4:16). "Eu sou a ressurreição [para os mortos] e a vida [para os vivos]" (Jo 11:25). Esta é sempre a ordem nas Escrituras; primeiro, os mortos ressuscitados, depois os vivos transformados.

Os justos que morreram desde Adao serao ressuscitados para se encontrarem com o Senhor nos ares?

Sim. "Os que são de Cristo, na sua vinda" é amplo e inclusivo e significa que Deus irá varrer os sepulcros, a terra e o mar de cada partícula da preciosa poeira dos redimidos, da morte de Abel em diante (1 Co 15:23; 1 Ts 4:16).

Todos os santos que estiverem vivos na terra irao encontrar o Senhor nos ares?

Sim. A frase " nós, os que ficarmos vivos" engloba todos os santos vivendo na terra quando o Senhor vier (1 Ts 4:17).

Qual a diferenca entre a bem-aventurada esperanca e o aparecimento da gloria? - Tito 2:13

O próprio Senhor Jesus Cristo declarou expressamente ser a "esperança nossa" (1 Tm 1:1). Portanto essa "bem-aventurada esperança" não depende da concretização dos eventos proféticos ou de outra natureza. O mesmo Senhor virá. Muito maior que a glória que causará deslumbramento por seu brilho inigualável, confundindo os planos dos sábios e jogando por terra as orgulhosas e arrogantes pretensões humanas, é a glória da pessoa do Senhor, infinitamente mais profunda por ser distintamente moral. Ansiamos por uma pessoa que virá, o próprio "Jesus, que nos livra da ira futura" (1 Ts 1:10). Esperamos por Jesus, o qual é nossa esperança, e não por uma coroa, harpa, vestes, glória ou reino, mas por Ele. Por isso Ele é apropriadamente chamado de nossa "bem-aventurada esperança" (Tt 2:13)

A morte interfere em nossa esperanca, na vinda ou na presenca do Senhor?

A morte não pode alterar a "bendita esperança". Alguns aguardam com o Senhor, em Sua própria e imediata presença; outros aguardam na terra pelo Senhor. "Quer vigiemos, quer durmamos", aguardamos pelo Senhor. A morte pode alterar a "sala de espera", mas não a própria atitude de espera. Os que dormem irão acompanhar Jesus rumo à glória e ao reino junto com os vivos (1 Ts 4:14). Jesus está "esperando" (Hb 10:13), e se eu for chamado à Sua presença, irei esperar junto com Ele, pois somos chamados a compartilhar do Seu reino e da Sua paciência (Ap 1:9).

No arrebatamento Cristo vira' 'a terra?

Não, mas nos ares, onde os Seus santos -- os mortos ressuscitados e os vivos transformados -- irão encontrá-Lo (1 Ts 4:17). Depois Ele virá para o Monte das Oliveiras, acompanhado de Seu povo celestial (Zc 14:4) e dos santos anjos (Mt 25:31).

Qual a diferenca entre a vinda de Cristo para o Seu povo e sua vinda com o Seu povo?

A volta do senhor do céu acompanhado de todos os Seus santos e anjos para julgar e reinar sobre a terra é o grande tema dos profetas. Essa vinda será marcada por um divino poder e majestade. É óbvio, porém, que antes que seja possível eles O acompanharem em Seu glorioso retorno à terra deve ocorrer um "arrebatamento" dos santos do Senhor. A única passagem que descreve em detalhes o arrebatamento dos santos como precedendo a vinda deles com o Senhor é 1 Tessalonicenses 4:15-17.

Quais passagens das Escrituras falam da vinda de Cristo com os Seus santos?

Apocalipse 19:11-14, Zacarias 14:5 e Colossenses 3:4. A primeira, apresenta o fato em relação aos poderes ocidentais; a segunda o trata com referência aos poderes do norte e do oriente; a terceira revela a bendita associação dos santos celestiais com Cristo em Sua gloriosa vinda. Veja também 1 Ts 3:13; 2 Ts 1:10; Jd 14; Ap 17:14.

Quais passagens das Escrituras falam da vinda de Cristo para os Seus santos?

João 14:3, 1 Tessalonicenses 4:13-17 w 2 Tessalonicenses 2:1. Na primeira temos simplesmente o fato declarado; na segunda nos são dados detalhes preciosos; na terceira é colocado o fundamento da solenidade desse aviso e das instruções necessárias. Veja também 1 Co 15:23; 1 Ts 1:10; Fp 3:20-21; Ap 3:10-11).

O mal aumentara ou diminuira antes que o Senhor venha?

O mal aumentará. "Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados" (2 Tm 3:13). "Nos últimos dias [o período que em que vivemos] sobrevirão tempos trabalhosos". Este oráculo inspirado é seguido de um relato da corrupção na igreja em palavras bem similares àquelas empregadas para descrever a impiedade dos pagãos do passado (Compare 2 Tm 3:1-13 com Rm 1:28-32).

A cristandade continuara a desfrutar da bondade e misericordia de Deus?

Não. A esfera da profissão cristã, ou cristandade, é alertada pelo exemplo e ruína de Israel, e ameaçada de ser igualmente cortada como foi Israel, se não andar na benignidade divina (Rm 11). O reino dos céus (a cristandade composta pelos batizados) é comparada a um campo onde há trigo e joio (uma mistura do bom com o ruim) e a uma mulher que introduz fermento (sempre uma figura do mal) na massa pura "até que tudo esteja levedado". Também é comparada a uma rede cheia de peixes -- bons e ruins (Mt 13). As sete parábolas daquele capítulo mostram também que o mal irá existir e crescer até que o próprio Senhor trate com ele. A cristandade não continuou na benignidade e misericórdia de Deus (veja também 1 Tm 4; 2 Tm 3; Judas, Ap 2-3).

Como estara a condicao moral do mundo e da igreja imediatamente antes da vinda do Senhor?

O profeta hebreu diz "Porque eis que as trevas cobriram a terra, e a escuridão os povos" (Is 60:2). Em outras palavras, o mundo gentio estará em um estado de total ignorância de Deus, enquanto a verdade e a justiça serão pisoteadas, com muitos dizendo, "Quem nos mostrará o bem?" (Sl 4:6). O bem terá desaparecido da face da terra antes que Jeová resplandeça em glória e visite Sião em misericórdia. O apóstolo Judas, fazendo uso de palavras incisivas e símbolos impactantes, traça um esboço da corrupção da cristandade, desde a concepção do mal no seio da Igreja até sua destruição pela vinda pessoal do Senhor com os Seus santos, em conformidade com a mais antiga profecia registrada, a que Enoque profetizou há 3.500 anos. Por ocasião da vinda do Senhor a profissão cristã estará em completa apostasia (Judas 4-18). A última fase da Igreja professa, que se desenrola rapidamente, será de total repugnância e desgosto a Cristo. Quando Ele a tiver rejeitado, então a "besta" (o poder civil de Roma) assumirá o lugar dela (Ap 3:16; Ap 17). Atualmente existe uma notória e resoluta volta à antiga filosofia do paganismo, bem como uma subversão do próprio cristianismo.

A vinda do Senhor sera pre-milenial ou pos-milenial?

A vinda do Senhor precisa ser pré-milenial, pois "bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição". Isso obviamente ocorre antes do milênio, pois os santos então "reinarão com Ele mil anos" (Ap 20:6). A época da glória da igreja (Cl 3:4), da libertação da criação (Rm 8:21), e da bênção de Israel (Sl 102:16) estão sincronizadas com a segunda vinda pessoal do Senhor e dependem dela. O Filho do Homem é o "homem nobre" de Lucas 19, o qual "partiu para uma terra remota, a fim de tomar para si um reino e voltar depois", o que acontece no início do reino de mil anos. Então, no final, o reino é entregue a Deus Pai em absoluta perfeição (1 Co 15:24).

O Senhor vira pessoalmente ou em Espirito?

O Senhor virá pessoalmente. Ele disse, "virei outra vez" (Jo 14:3). Lucas escreveu, "Esse [mesmo] Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir" (At 1:11). Paulo escreveu, "o mesmo Senhor descerá do céu" (1 Ts 4:16). O Espírito veio no dia de Pentecostes (At 2), e voltará depois que o Senhor tiver estabelecido o Seu reino na terra (Jl 2). Assim as Escrituras apontam para dois adventos do Senhor -- um passado, o outro futuro; bem como duas vindas do Espírito -- uma passada, a outra futura.

Qual o significado da expressao "tempos dos gentios" em Lucas 21:24?

A expressão "tempos dos gentios" refere-se ao longo período no qual o governo do mundo tem estado nas mãos dos gentios, o qual começou com a destruição de Jerusalém no ano 588 AC, quando Babilônia, e não Jerusalém, e os gentios, e não os judeus, passaram a ser o centro e trono do governo terreno (Dn 2:37-38). O fim desse período será marcado pelo julgamento que o Senhor trará pessoalmente sobre o poder gentio (Dn 2:45), e a transferência do governo da terra para Jerusalém e para os judeus. Trata-se da época da volta do Senhor do céu (Dn 7:18-27).

Onde começa a parte estritamente profetica de Apocalipse?

O capítulo 6 é onde tem início a parte profética do livro de Apocalipse. Os capítulos 2 e 3 traçam o curso terreno da história da Igreja professa, dos tempos apostólicos até ela ser vomitada da boca de Cristo. Em Laodicéia a sua rejeição é cabal e definitiva (Ap 3:16). Os capítulos 4 e 5 mostram os santos no céu, assentados, coroados e vestidos. Então se segue a parte estritamente profética do livro de Apocalipse, começando com os selos de juízo (capítulo 6), e terminando com uma descrição do estado eterno no capítulo 21:1-8. Portanto, do capítulo 6 até o versículo 8 do capítulo 21 de Apocalipse ainda está para se cumprir.

Quem sao os vinte e quatro anciaos de Apocalipse 4?

É evidente que os anciãos representam os santos, identificados por seu discernimento (Ap 5:5), sua adoração (Ap 5:9), sua dignidade (Ap 4:4) e suas vestes (Ap 4:4 - veja também Ap 19:8). Também está claro que eles representam todo o grupo de adoradores redimidos no céu, desde Adão até o traslado da Igreja, já que após o capítulo 3 já não são mencionadas igrejas (exceto Babilônia), e no capítulo 19 a Noiva e os convidados estão no céu. Portanto, a conclusão evidente é que esses anciãos, que são uma representação dos redimidos, terão sido levados para o céu conforme os termos de 1 Tessalonicenses 4:15-17. Essa remoção dos santos da terra para o céu, embora não seja mencionada no livro de Apocalipse, deve necessariamente acontecer entre o final do capítulo 3 e o início do capítulo 4, já que são esses que representam os redimidos que no capítulo 4 aparecem sentados, coroados e vestidos no céu. Esta explicação soluciona qualquer dificuldade e traz grande simplicidade para a compreensão da estrutura do livro de Apocalipse.

Postagens mais visitadas